Descobrindo o Amazonas

O El Dorado é aqui

Santa Isabel do Rio Negro

Situada entre Barcelos e São Gabriel da Cachoeira, Santa Isabel do Rio Negro é quase sempre ignorada por aqueles que seguem em direção aos municípios vizinhos mais famosos. Porém, esta pequena e pacata cidade esconde belezas que merecem ser visitadas com atenção por qualquer viajante que estiver cruzando o Rio Negro.

Santa Isabel guarda muitas semelhanças com os seus vizinhos. Como São Gabriel da Cachoeira, a maioria da sua população é indígena e há uma presença muito forte de missionários religiosos, principalmente salesianos. E da mesma forma que Barcelos, a cidade tem se tornado referência para a pesca esportiva, graças à grande concentração de tucunarés.

Também como as outras cidades ao longo do Rio Negro, Santa Isabel revela belas praias durante a época da vazante. A maioria delas fica localizada em ilhas nos arredores do município, como a paradisíaca Ilha do Chile. 

Porém, o que realmente torna Santa Isabel  especial é que ela marca o momento exato da transição entre o médio e o alto Rio Negro. Aqui, as primeiras grandes rochas começam a surgir no leito do rio e a homogênea planície verde que vimos até então começa a dar lugar a pequenos morros e serras. No entanto, as fortes corredeiras tão típicas do Alto Rio Negro só começarão a ser vistas muitos quilômetros rio acima. Nesse ponto, as águas escuras ainda mantêm seu ritmo lento, formando um imenso espelho d'água que reflete o céu, a floresta e as formações rochosas ao seu redor, uma visão de tirar o fôlego.

Resumindo...

Distância de Manaus: 630 km em linha reta, e 737 km por via fluvial.

Como chegar (duração / custo de ida): 

  • Barco regional (3 dias / 180 reais)
  • Lancha rápida (18 horas / 200 reais)
  • Avião (1:30h / 400 reais)

Não deixe de ver / fazer:

  • Ilha do Chile
  • Praia Grande
  • Praia da Bela Vista
  • Praia de Marauia
  • Ruínas de São Agostinho
  • Passeio de barco para admirar as serras e morros da região

- As praias aparecem somente entre setembro e janeiro, durante a vazante do rio.

- Para quem deseja chegar a Santa Isabel pelo rio, há duas opções: barcos regionais (conhecidos como recreios) e lanchas rápidas (chamadas de ajatos).

- Os barcos regionais, apesar de serem "mais baratos", demoram bem mais a chegar. Além disso, infelizmente, as condições de higiene, conforto e segurança desse tipo de embarcação são extremamente precárias. No entanto, para aqueles que não têm pressa e conseguem relevar a precariadade da situação, a viagem pode ser uma experiência inesquecível.

- As lanchas rápidas representam a melhor forma de viajar pelos rios do Amazonas. Reduzem o tempo de viagem em até quatro vezes e são muito mais confortáveis. Os preços, no entanto, equivalem ao dobro dos barcos regionais.

- O site Viagens & Negócios oferece uma ótima ferramenta de busca que mostra os horários e contatos dos barcos e lanchas que fazem viagens intermunicipais pelo Amazonas.  

- Já o transporte aéreo no interior do Amazonas é dominado por apenas uma companhia, a Trip Linhas Aéreas. A falta de concorrência leva os preços praticados a serem superiores aos de uma passagem aérea para fora do estado (!!!), mesmo com as distâncias sendo menores.

- Além dos altos preços, os dias de saída de embarcações e aviões de Manaus para o interior são bastante limitados, tornando a viagem entre os municípios do estado um grande desafio. 

Para ver fotos de Santa Isabel do Rio Negro, clique aqui.

* Município ainda não visitado por mim. Descrição baseada em relatos de terceiros e informações encontradas na internet.

Comentários