Descobrindo o Amazonas

O El Dorado é aqui

Barcelos

 English

Barcelos era a antiga capital do Amazonas, antes que esse título fosse transferido para Manaus. Hoje em dia, a cidade desponta novamente, mas como a capital da pesca esportiva.

Entre os meses de setembro e fevereiro, durante a vazante do Rio Negro, dezenas de amantes do esporte, inclusive estrangeiros, desembarcam na cidade para pescar. O motivo? Chama-se tucunaré-açu. Considerado um dos maiores peixes da bacia amazônica, o tucunaré é conhecido por sua voracidade. Dizem que ele ataca o anzol até mesmo sem haver isca. Extremamente forte, proporciona uma boa briga com qualquer pescador que tentar fisgá-lo. Como pescaria boa é pescaria difícil, o tucunaré ficou famoso e Barcelos, que concentra a maior quantidade desses peixes em toda a bacia amazônica, virou destino certo dos praticantes do esporte.

Mas mesmo que você não seja fã de pescaria, Barcelos ainda reserva muitos atrativos. A cidade conta com algumas das mais belas praias do Amazonas, que aparecem a partir de setembro. A Praia Grande, localizada bem em frente à cidade, na margem oposta do rio, é o ponto mais badalado do munícipio durante o verão, onde os moradores costumam montar quiosques e organizar luais. Próximo dali, na Ilha do Governador, funciona uma pequena pousada que, além de uma praia privativa, oferece aos seus hóspedes uma bela vista panorâmica a partir do seu restaurante.

Há diversas outras praias espalhadas pela região, muitas completamente desertas. A maioria delas encontra-se dentro de Mariuá, o maior arquipélago fluvial do mundo, com mais de 700 ilhas. Ao navegar por entre seus corredores verdes durante a vazante do Rio Negro é possível vislumbrar incontáveis faixas de areia, as quais surgem tanto nas margens do rio, formando longas penínsulas, como também no meio do leito, dando origem a bancos de areia de diversos e curiosos formatos. Em determinados locais, o número de praias é tão grande e o seu tamanho tão extenso que a impressão é de estarmos em meio a verdadeiras dunas.  A areia, tão branca e fina, proporciona um belíssimo constraste com as águas escuras do rio.

Num dos principais afluentes do Rio Negro, o Rio Aracá, o destaque fica por conta do baixo volume de água registrado em alguns dos seus trechos durante a vazante. Bancos de areia ficam tão próximos à superfície que conferem às águas uma tonalidade dourada e formam um cenário surreal onde é possível caminhar bem no meio de um extenso rio amazônico com as águas chegando tão somente até os joelhos.

Como se não fosse o bastante, o Aracá ainda revela grandes emoções aos aventureiros que decidirem seguir o seu curso. Ao final de incontáveis curvas que dão ao rio o sinuoso formato de uma serpente, numa viagem que dura horas mesmo nos mais velozes barcos, surge diante do visitante um dos mais belos e desconhecidos cenários da Amazônia brasileira: a Serra do Aracá.

Resumindo...

Distância de Manaus: 399 km, em linha reta, e 454 km, por via fluvial.

Como chegar (duração / custo de ida):

  • Barco regional (2 dias / 120 reais)
  • Lancha rápida (12 horas / 160 reais)
  • Avião (1 hora / 300 reais)

Não deixe de ver/fazer:

- As praias aparecem somente entre setembro e janeiro.

- Para quem deseja chegar a Barcelos pelo rio, há duas opções: Barcos regionais (chamados de "recreios") e lanchas rápidas (conhecidas como "ajatos").

- Os barcos regionais, apesar de serem "mais baratos", demoram bem mais a chegar. Além disso, as condições de higiene, segurança e conforto desse tipo de embarcação são extremamente precárias. No entanto, para aqueles que não têm pressa e conseguem relevar a precariadade da situação, a viagem pode ser uma experiência inesquecível.

- As lanchas rápidas representam a melhor forma de viajar pelos rios do Amazonas. Reduzem o tempo de viagem em até quatro vezes e são bem mais confortáveis. Os preços, no entanto, equivalem ao dobro daqueles cobrados pelos barcos regionais.

- O site Viagens & Negócios oferece uma ótima ferramenta de busca que mostra os horários e contatos dos barcos e lanchas que fazem viagens intermunicipais pelo Amazonas.  

- Já o transporte aéreo no interior do Amazonas é dominado por apenas uma companhia: a Trip Linhas Aéreas. A falta de concorrência leva os preços praticados a serem superiores aos de uma passagem área para fora do estado (!!!), mesmo com as distâncias sendo menores.

- Além dos altos preços, os dias de saída de embarcações e aviões de Manaus para o interior são bastante restritos, tornando a viagem entre os municípios do estado um grande desafio.

Para ver fotos de Barcelos, clique aqui.

* Município ainda não visitado por mim. Descrição baseada em relatos de terceiros e informações encontradas na internet.

Comentários